Tags

, , ,


  • Drama: Cain and Abel
  • Director: Kim Hyeong-Sik (o mesmo de The Suspicious Housekeeper)
  • Escritor: Park Kye-Ok
  • Emissora: SBS
  • Episodios: 20

Devo começar dizendo o quão maravilhosa foram as atuações.. Uma melhor que a outra, mas devo admitir que Shin Hyun Joo foi uma maravilhosa surpresa. A atuação dele conseguiu me fazer odiá-lo de verdade (isso significa que ele é um ator excelente) e Ji Sub estava esplêndido como sempre.

Falar desse drama é um tanto complicado, pois a medida que eu assitia fui tomada por inúmeras emoções: amor, ódio, raiva, raiva, raiva, alegria. É, senti muita raiva assistindo Cain and Abel, mas vocês me perguntam: Valeu a pena?

Com toda a certeza que sim. Curiosos para saber o porquê?

O drama é inspirado na história dos irmãos Cain e Abel. Dois irmãos testados por Deus. Ambos desejando agradar a Deus acabam oferecendo ofertas (um tipo de oferenda), enquanto Caim entrega frutos do solo, Abel oferece uma ovelha. Ao perceber que o presente de Abel foi aceito, Cain cai em ciúmes, e é este sentimento que o leva a armar uma emboscada para seu irmão com o intuito de matá-lo.

O drama coreano Cain and Abel é exatamente assim.. Um irmão possuído pelos ciúmes trama para que seu irmão seja morto para ficar com tudo o que é dele: dinheiro e a mulher que seu irmão ama.

Fazendo comparação com a história biblica de Cain e Abel: Lee Cho-In faz o “papel” de Abel, enquanto Lee Seon Woo é “Caim”.

Este drama é um tipo de história que lhe deixa abismado por perceber o quanto uma pessoa pode ser transformada. Apenas a rejeição foi capaz de transformar um homem gentil em um monstro. O enredo é “simples”: dois irmãos que se amam, acabam se separando por alguns anos e um complexo do hospital acaba destruindo o amor que um tem pelo outro.

O pai de Lee Seon Woo é um cirurgião capaz que se sentiu culpado ao ver um grande amigo seu morrer junto com esposa, e como um modo de se “redimir” por isso (já que havia poucos médicos de plantão no hospital), acaba adotando o filho deles, Cho In. A partir disso, tudo acaba mudando. O pai de Lee Seon Won sempre sonhou em aumentar a área de emergência do hospital para ajudar todas as pessoas possiveis, mas seus sonhos acabam sendo colocados de lado ao descobrir que tem um “tumor” no cérebro, e esse “tumor” acaba deixando-o totalmente paralisado, e com isso quem fica com a presidência do hospital é sua esposa. Mas é ai que os problemas começam, pois a esposa dele, não quer que um centro de emergência seja construído, o que ela quer é um centro de neurocirurgia de ultima geração.

Depois dessa “confusão” no hospital, somos apresentados a Cho In, sempre mostrado como um homem gentil, que adora ajudar as pessoas e está sempre pronto uma operação não importando as condições do local, o que importa é ajudar. Em seguida, é mostrado o retorno de Lee Seon Woo (o irmão amado de Cho In) e o modo carinhoso como eles se relacionam, pelo menos ate descobrirem o plano criado pelo pai de Lee Seon Woo.

Interessante é que quando Lee Seon Woo retorna e percebe que tudo que deixou para trás, seguiu em frente incluindo a mulher que ele amava. Cego não pela vingança, mas pelo sentimento de abandono acaba iniciando uma trama que tinha tudo para dar errado.

A mãe de Lee Seon Won ao descobrir o plano do seu marido para a construção da ala de emergência mesmo não podendo se mexer, ela acaba tramando a morte de seu beneficiário e com isso iria resolver seus problemas. Mas o beneficiário do dono do hospital é ninguém menos que  Cho In, e é ai que a trama começa a te deixar irritado, de verdade. Como forma de resolver seus “problemas”, vulgo perder o poder dentro do hospital, ela acaba sendo cumplice de uma trama cruel: Enviar Cho In para a China e matá-lo lá, pois ninguém conseguiria dizer que ela tinha relação com o crime.

Cho In, iludido com a viagem que a sua “mãe” e seu irmão acabam lhe falando com o pretexto dele conhecer uma modalidade de cirurgia que pode curar o seu pai, ele acaba indo para o matadouro, onde a carne que seria servida é a sua.

Na China Cho In acaba conhecendo uma mulher, Oh Young Ji, a qual no inicio nos faz ter raiva, ódio e mais raiva, mas curiosamente em seguida, ela consegue se redimir se mostrando como uma pessoa leal e forte, que estará sempre ao lado de Cho In para ajudá-lo.

Como todo drama dramático, ele acaba tendo fases, e Cain and Abel não é uma exceção a essa regra:

1ª Fase – É uma fase rápida. Mostra apenas os personagens em suas personalidades “bondosas”. Ninguém nesta fase é mal, com exceção da mãe de Lee Seon e de Cho In. Todos são apenas influenciáveis pelo dinheiro e os sentimentos humanos, bons, reinam.

2ª Fase – A morte começa a atormentar o nosso Cho In. Ingênuo e apenas sincero em tudo o que faz acaba encontrando com a morte quando é sequestrando por alguns homens. Leva um tiro na cabeça e é deixado no deserto para morrer. Nesta fase é quando encontramos Cho In com outro nome e sem memória após se recuperar do tiro. Ele agora é um guerrilheiro norte coreano que vive fugindo. O interessante nesta fase é que não se recorda de quem é, mas se lembra de tudo relacionado a medicina.

3ª Fase – Esta é a fase da “vingança”. É mostrado a mudança de Cho In ao se recordar de, quase, tudo e começar a juntar o quebra-cabeça. Novos segredos serão revelados e com eles, destinos traçados.

Personagens

Lee Seon Woo

Podemos dizer que ele é o personagem principal, pois acaba se envolvendo em um ciclo de loucura ao descobrir que seu pai “preferia” no comando do hospital o seu irmão adotado que ele. Importante dizer que ele nunca foi um personagem ruim, mas apenas vitima de sua mãe e de seu desejo de posse. Um desejo que ele possuía por medo. Medo de ser deixado só e de não ter as pessoas que amava perto. Ao retornar do exterior ele acaba encontrando o seu irmão como namorado de seu amor, e feliz. No primeiro momento é tocante e fofo ao mesmo tempo, pois ele demonstra o amor que sentia pelo irmão, mas ao se dar conta que tudo que possui pode ruir assim como a sua vida, causa maior de ter abdico de tudo e ido embora, ele começa a enlouquecer e tornar-se o vilão mais doentio de tramas dramaticas coreanas. E sabem o motivo? A sua falta de motivos concretos, pois ele amava o irmão, mas se viu em uma posição onde teria que ser “louco” para conseguir a felicidade que almejava.

Lee Cho In

Amável, gentil, bom e tudo que há de melhor no mundo. Este é Lee Cho In. Um homem que preza o amor acima de si mesmo. O lado ruim desse personagem é que ele é sempre mostrado com compaixão, ate mesmo quando trama a sua “vingança”. Cho In foi o personagem que mais sofreu de todos os dramas que já vi (pelo menos masculino). A cada episódio acontecia algo pior que ele. Para terem noção.. Ele é desprezado pela “mãe”, ama um irmão que na tentará matá-lo a todo custo, perde a memoria, leva um tiro, fica preso, enfim.. Ele definitivamente sofre na primeira e segunda parte do drama e até na terceira, atrevo-me a dizer, pois mesmo consciente de todo mal que lhe foi feito e o seu retorno para vingar-se, ele acabou escolhendo outro caminho. Um caminho em que todos acabam sendo entregues aos seus erros, não por ele (um vingador), mas sim pelas circunstâncias que aparecem na frente de cada um deles e o modo como eles lidam com isso.

Ji Sub soube interpretar muito bem o personagem, o que consegue lhe prender ainda mais na trama, entretanto o que me deixou mais fascinada pelo Cho In foi a forma que ele lidou com a situação. Em vez de “matar” todo mundo que lhe fez mal, apenas se mostrou superior.

Na Hye Joo

A vilã da trama antes mesmo de começar a tramar o assassinato de Cho In. Ela é uma mulher que usa como desculpa para os seus crimes o amor de seu filho, Lee Seon Woo. Ela acredita que o culpado de Seon Woo não ter tido a atenção do pai, é de Lee Cho In, então dentro de sua perspectiva é correto fazer tudo para que Seon Woo tenha tudo que está sendo destinado a Cho In. E com isso em mente ela faz de tudo para manipular a todos no drama para que fiquem ao seu lado.

Oh Young Ji

Admito que eu a odiei no começo. Onde já se viu ficar flertando com o “doutor noivo” e ainda por cima mentir para ele? Segui-lo a mando um bandido e fingir que está tudo bem? Eu tentei relevar, mas a cada momento ela me irritava mais e mais, sem contar que o sotaque dela não ajudava muito. Entretanto, assim que os episódios começaram a se tornar mais tensos, pude perceber a lealdade dela para com Cho In, e isso..acabou fazendo com que ela tivesse pontos comigo. Amei o fato dela ser corajosa e não ficar se escondendo atrás dele sempre que aparecia um problema.

Kim Seo Yeon

Falarei bem pouco sobre ela. Ela começou como um grande amor, passou para amiga e em seguida para um amor do passado. Admito que ela foi um personagem cativante, no início, e se tornou uma ótima salvação para Seon Woo (apesar dele não perceber isso).

Acreditem..ainda tem muita coisa sobre o que drama que não contei (muitos personagens que não citei), e por isso aconselho vocês a irem assistir. É um ótimo melodrama que é regado a belos conceitos de amizade e planos inteligentes.

Sinopse:

Dois irmãos disputando a liderança de um hospital e o amor do pai. Até onde uma pessoa é capaz de chegar para ter o que quer? O que é certo ou errado na hora do desespero? Uma história repleta de ambição e trapaça lhe espera nesse melodrama onde ninguém é plenamente bom, e nem ruim, são todos vítimas de um mal maior: A ambição.

Onde Baixar:

Animes XGames

Anúncios